Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > INT integra missão tecnológica ao Reino Unido
Início do conteúdo da página
Notícias

INT integra missão tecnológica ao Reino Unido

Publicado: Segunda, 26 de Novembro de 2018, 15h48

Valéria Pimentel e o grupo de participantes da missão juntamente com o ministro do Investimento, Graham Stuart, do Departamento de Comércio Internacional do Reino Unido, no Advanced Engineering Show 2018.

A convite do Consulado Geral Britânico de São Paulo, a coordenadora de Gestão Tecnológica do INT, Valéria Said de Barros Pimentel, integrou uma missão ao Reino Unido, entre os dias 28 de outubro e 4 de novembro.  Durante a viagem, foram apresentadas capacidades de inovação e tecnologia desenvolvidas atualmente na união de países formada por Escócia, Inglaterra, Irlanda do Norte e País de Gales, que representam hoje uma das lideranças globais na criação de oportunidades científicas e comerciais, com Centros de Inovação focados em soluções para a indústria.

A missão fez parte da celebração do Ano Brasil-Reino Unido da Ciência e Inovação 2018-2019, iniciativa conjunta liderada pelos governos do Brasil e do Reino Unido, através do Ministério de Relações Exteriores e da Missão Diplomática Britânica no Brasil. As atividades programadas visam fomentar o relacionamento entre as duas Nações por meio de parcerias público-privadas para Pesquisa & Desenvolvimento, oportunidades de negócios para soluções inovadoras e uma relação de políticas comerciais prósperas.

Segundo Valéria Pimentel, a viagem trouxe como principal benefício a viabilidade de cooperação internacional envolvendo instituições de excelência.
“Essa aproximação com os centros de pesquisa e as empresas visitadas possibilitou o acesso a temas altamente relevantes, considerando a atividade fim do INT, pois tratou de tecnologias disruptivas para o setor automotivo. Sem dúvida, foi uma oportunidade importante para conhecer as mais novas tecnologias em uso” –  destacou a coordenadora.

A missão participou de uma reunião no Departamento de Comércio Internacional do Reino Unido com os responsáveis da área automotiva e aeroespacial e de eventos tecnológicos. Um destes foi o Advanced Engineering Show 2018, um dos maiores encontros da indústria na Europa.

Grupo de representantes da missão brasileira, em reunião no Departamento do Comércio Internacional do Reino Unido.

O grupo também integrou a Digitalizing Manufacturing Conference at the Manufacturing Technology Centre (MTC). Neste evento, tiveram a portunidade de conhecer o MTC, que oferece soluções integradas de sistemas de manufatura para clientes de grande e pequeno porte, em setores tão diversos quanto automotivo, aeroespacial, ferroviário, informática, alimentos e bebidas, construção civil, eletrônica, petróleo e gás e defesa. Criado em 2010, como uma organização independente de pesquisa e tecnologia (RTO) com o objetivo de preencher a lacuna entre a academia e a indústria, o MTC contou com grande investimento público e, um ano depois, já agregava 16 membros industriais, e hoje atua com 700 funcionários, dispondo de um Centro de Manufatura Aditiva e um Centro de Treinamento em Manufatura Avançada.

A missão realizou ainda visitas técnicas a empresas que desenvolvem tecnologias inovadoras. Uma destas foi a Arrival, uma empresa de tecnologia sediada em Londres, que fabrica vans elétricas e inteligentes. A indústria projeta veículos integralmente, criando seus componentes principais: motores, eletrônica de potência, sistemas de bateria, interfaces de usuário e software. Reúne assim especialistas em engenharia, software, inteligência artificial e robótica, vindos de diversas outras empresas de tecnologia do mundo.

Outra empresa visitada foi a Renishaw, líder mundial de engenharia e tecnologia científica, com larga experiência em medição de precisão e proteção da saúde. A empresa fornece produtos e serviços com aplicações muito diversas, abrangendo da  fabricação de motores a jato e turbinas eólicas a produtos para odontologia e cirurgia cerebral. É também líder mundial no campo da fabricação aditiva, projetando e produzindo máquinas industriais para "imprimir" peças a partir de pó metálico. Valéria Pimentel relata que o INT está iniciando uma negociação com essa empresa, para aquisição de uma impressora 3D.

“O contato com estes centros de tecnologia e indústrias permitiu ampliar nosso conhecimento em Engenharia Avançada aplicada a indústria automotiva visando reduzir os impactos principalmente no transporte, no meio ambiente e na saúde da população” – relata a coordenadora de Gestão Tecnológica do INT.

Fim do conteúdo da página