Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Encontro promove intercâmbio científico do INT com a Bélgica

Publicado: Quinta, 12 de Março de 2020, 14h37
imagem sem descrição.

O Instituto Nacional de Tecnologia (INT) recebeu nesta quarta-feira (11/03) uma comitiva da agência Wallonie-Bruxelles International (WBI), organismo da região belga da Valônia e Bruxelas voltado à cooperação internacional em ações científicas, educacionais e culturais. Liderado pelo cônsul geral da Bélgica no Rio de Janeiro, Jean-Paul Charlier, o grupo participou de uma reunião, onde mostrou projetos de pesquisa e conheceu tecnologias em desenvolvimento pelo Instituto e a atuação da Unidade Embrapii INT.

As boas vindas e apresentação sobre o INT foram feitas pelo diretor Fernando Rizzo, que manifestou o interesse do instituto em identificar áreas para cooperação. Em seguida a diretora do WBI, Pascale Delcomminette, apresentou o organismo, que já possui representação no Brasil, com sede em São Paulo. O WBI dá suporte a pesquisas tecnológicas por meio de clusters de inovação, distribuídos por seis áreas do conhecimento, com destaque para a Química Verde, onde houve uma interação inicial com o INT.

Atuando em suporte a projetos de inovação de empresas na área de Tecnologia Química Industrial, a Unidade Embrapii INT foi apresentada pela sua coordenadora, Marcia Gomes de Oliveira. Também pesquisadora do Laboratório de Tecnologia de Materiais Poliméricos (Lamap/DIPCM) e coordenadora de Desenvolvimento Tecnológico do INT, Márcia Gomes apresentou ainda pesquisas com materiais sustentáveis, biocompósitos à base de polímeros e resíduos diversos, biomateriais para aplicação em saúde e produtos da biossíntese de microalgas.

Precursora da parceria com o WBI, a pesquisadora Viridiana Ferreira-Leitão apresentou as atividades em curso no Laboratório de Biocatálise (Labic/DICAP), que chefia no INT. Viridiana mostrou diversas linhas de pesquisa centradas no aproveitamento de biomassas residuais para a obtenção de bioprodutos e bioenergia e na sequência apresentou a linha de pesquisa que constitui interesse comum para colaboração entre os dois países: síntese enzimática de ésteres com ação surfactante.

O pesquisador Amin Shavandi, da Université Libre de Bruxelles, por sua vez, mostrou pesquisas com biopolímeros para aplicações médicas. Entre os materiais utilizados pelo pesquisador estão ossos bovinos para produção de enxertos ósseos, casca de caranguejo para produção de hidrogéis à base de quitosana, conchas de mexilhões para extração de hidroxiapatita e fibras de mexilhões usadas para extração de colágeno.

Fabian Dortu, pesquisador do Multitel Innovation Center, apresentou pesquisas na área de TI e biofotônica, que dão suporte hoje a inúmeras áreas científicas. Entre as aplicações estudadas relacionou o uso de biofotônica para diagnóstico in vitro, espectrometria de campo integral para detecção multicanal de microrganismos ou componentes químicos, fibras de lasers para monitoramento de trilhos em redes ferroviárias, microscopia não-linear e microusinagem e manufatura aditiva.

2020 03 11 comitiva belga amanda oliveira 35 twitter

Participaram do encontro também, pelo INT, o coordenador de Tecnologias Aplicadas, Marco Fraga, e a coordenadora de Negócios, Ieda Caminha. Da comitiva belga participaram ainda o adido comercial da Bélgica no Rio de Janeiro, Stefano Missir di Lusignano; o coordenador de relações internacionais da SynHera (Haute École de la Féderation Wallonie-Bruxelles), Cédric Bister; a chefe do serviço de pesquisa e inovação da WBI, Jussica Miclotte; e a adida de Ligação Acadêmica e Cultural da WBI no Brasil, Élodie Meunier.

 

Histórico da parceria

 

Tendo como tema “Química Verde e Biotecnologia branca: Indústria do futuro”, a Conferência Internacional Green Win, realizada em maio 2017, na Universidade de Mons, em Bruxelas, contou com a participação da pesquisadora do INT, Viridiana Ferreira-Leitão. Com o evento, organizado pela WBI, deu-se início às discussões técnicas nessa área, que culminaram, em outubro do mesmo ano, com a vinda do professor Benoit Moreau, coordenador da Unidade de Química Verde e Bioprodutos na Haute École Provinciale de Hainaut Condorcet (HEPH Condorcet), para o VII Encontro da Escola Brasileira de Química Verde (VII EEBQV), sediado pelo INT.

2018 05 22 Belgica GreenMind ViridianaEm maio de 2018, a chefe do Laboratório de Biocatálise (Labic/DICAP), Viridiana Ferreira-Leitão, voltaria à Bélgica, onde participou de reuniões técnicas e eventos científicos. Em Bruxelas, participou do Green Mind University 2018, um fórum internacional de discussões multidisciplinares sobre questões urgentes de sustentabilidade, e de uma nova edição do Green Win, desta vez na Catholic University of Louvain, na cidade de Louvain-la-Neuve. Em ambos os encontros, Viridiana mostrou trabalhos de química verde e biotecnologia industrial desenvolvidos no INT, incluindo as linhas de pesquisa do Labic para produção de etanol de segunda geração, hidrogênio biológico e síntese de ésteres a partir de substratos renováveis.

­Em março de 2019, o INT participou da reunião da Comissão de Tecnologia da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), na qual teve a oportunidade de apresentar projeto de interesse do Brasil e da Bélgica a todas as empresas brasileiras integrantes desta Comissão. Neste evento o INT foi representado pela pesquisadora Viridiana Ferreira-Leitão e a Bélgica, pela adida de ligação científica da WBI, Julie Dumont.

Em abril próximo, o Brasil receberá novamente a visita do professor  Benoít Moreau, que, entre os dias 13 e 17, estará no INT, UFRJ, Instituto Senai de Inovação em Química verde (ISI QV) e Fiocruz.

Fim do conteúdo da página